Dilma diz em carta que é solidária a Lula e tem orgulho do PT

Vitor Abdala
Repórter da Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff defendeu hoje (27) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT. Em carta destinada aos militantes, para ser lida na f

Dilma disse que o partido enfrenta “tempos difíceis” (Foto: José Cruz/ Agência Brasil)
Dilma disse que o partido enfrenta “tempos difíceis” (Foto: José Cruz/ Agência Brasil)

esta de 36 anos do partido, no Rio de Janeiro, ela parabeniza a legenda e destaca ter orgulho de empunhar a bandeira vermelha com a estrela branca. O texto foi lido pelo presidente do PT, Rui Falcão.

Dilma disse que o partido enfrenta “tempos difíceis”. “Há um ataque sistemático aos pilares de nosso projeto de desenvolvimento para o Brasil. Ataque ao nosso maior militante, o presidente de honra Luiz Inácio Lula da Silva. O presidente Lula é um patrimônio político do nosso país que vem sendo atacado de forma injusta.”

A presidenta afirmou que será solidária a Lula e estará ao seu lado “em todas as batalhas”. Segundo ela, o PT está sendo criminalizado, com base em uma “moralidade seletiva”, por pessoas que estão fazendo “uma luta política com base em factoides, mentiras, insinuações e fofocas”. “Querem, por todos os meios, interditar as ações e iniciativas do meu governo. Não me farão recuar.”

A leitura da carta foi interrompida por gritos dos militantes de “Não vai ter golpe”.

Notícias Relacionadas