Para ministros, 23ª fase da Lava Jato pressiona ação contra Dilma

A prisão do marqueteiro João Santana um dos mais influentes personagens do poder petista, abalou o governo. (Foto: Imagem da TV Globo/Reprodução)
A prisão do marqueteiro João Santana um dos mais influentes personagens do poder petista, abalou o governo (Foto: Imagem da TV Globo/Reprodução)

CLÁUDIO HUMBERTO

Ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) reagiram preocupados à 23ª fase da Operação Lava Jato, que resultou na prisão do marqueteiro João Santana, um dos mais influentes personagens do poder petista. Um dos ministros manifestou preocupação de que o caso, de grande repercussão, tenha o objetivo de pressionar o TSE a decidir pela impugnação da chapa Dilma-Temer, como pretende a ação do PSDB.

CANCELOU, ANULOU
O TSE vai decidir sobre o cancelamento do registro da chapa Dilma-Temer e consequente anulação de sua vitória na eleição de 2014.

FATO NOVO
O PSDB pediu a anexação do inquérito à ação no TSE. O ministro Gilmar Mendes confirmou que novas provas podem ser admitidas.

OFERECEU, DANÇOU
Outro ministro do TSE estranhou que a prisão de João Santana tenha sido decretada após ele se oferecer para esclarecer os fatos.

CAUTELA
A maioria dos ministros do TSE, no entanto, evita críticas à 23ª fase da Lava Jato, cientes de que “é preciso, antes, conhecer os autos”. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais)

Notícias Relacionadas