Pizza em CPI livra Odebrecht para blindar Lula

Lula e o pecuarista José Carlos Bumlai (Foto: Reprodução)
Lula e o pecuarista José Carlos Bumlai (Foto: Reprodução)

CLÁUDIO HUMBERTO

O Planalto atuou para livrar o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, o ex-presidente da Camargo Corrêa Dalton Avancini e principalmente o empreiteiro Marcelo Odebrecht na CPI do BNDES. O relator José Rocha (PR-BA) queria indiciar os três, mas o governo determinou “indiciamento zero” com objetivo de blindar Lula, suspeito de atuar como lobista da Odebrecht em operações no BNDES.

PF NA COLA DE LULA
O Planalto “operou” na CPI do BNDES para proteger Lula, mas isso será inútil: ele já é investigado por tráfico internacional de influência.

ROLO COMPRESSOR
O relator José Rocha se reuniu com o ministro Jaques Wagner (Casa Civil), que avisou: o governo não admitiria qualquer indiciamento.

BRINCADEIRA
Sub-relator da CPI, o deputado Alexandre Baldy (PSDB-GO) decidiu apresentar voto em separado. “O governo brinca com a Câmara”, diz.

CHEIRO DE PIZZA
Para o presidente da CPI, Marcos Rotta (PMDB-AM), o governo erra na estratégia, porque “pega mal não haver um único indiciamento”. (Leia mais na coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI).

Notícias Relacionadas