Orquestra Juvenil da Bahia abre temporada de 2016 com Ciclo Beethoven

 Neojiba divulga calendário de concertos da Orquestra Juvenil
Neojiba divulga calendário de concertos da Orquestra Juvenil

Principal formação do programa Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia (Neojiba), a Orquestra Juvenil da Bahia abre, no dia 9 de março, às 20h, a temporada de concertos de 2016 com o ‘Ciclo Beethoven’. No decorrer do ano acontecem apresentações das nove sinfonias e obras concertantes do compositor alemão. Sob a regência de Ricardo Castro, fundador e diretor-geral do Neojiba, a abertura da programação ocorre no Teatro Castro Alves (TCA), em Salvador, e os ingressos custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia).

Paralelo aos espetáculos no teatro, a orquestra apresenta o ‘Ciclo Beethoven – Jovens solistas e maestros do Neojiba’, em igrejas de Salvador, nos domingos anteriores às apresentações no TCA. Com proposta didática, esses concertos oferecem ao público a possibilidade de aprender mais sobre a vida e as obras do grande compositor. O primeiro está agendado para a Igreja de São Francisco, no dia 6 de março (domingo), às 16h. Participam solistas de madeiras do Neojiba e o jovem maestro Cassio Bitencourt – a entrada é gratuita.

Repertório

Esta é a primeira vez que a Orquestra Juvenil da Bahia anuncia temporada temática no inicio do ano. Até 17 de dezembro, são 16 apresentações – oito na sala principal do TCA e oito em igrejas. Em cada concerto uma sinfonia de Beethoven dialoga com nomes da história da música, incluindo compositores nacionais contemporâneos e jovens talentos revelados no Neojiba. O programa de estreia apresenta, além da ‘1° Sinfonia’ do ícone alemão, a ‘Abertura Festival Acadêmico’, de Johannes Brahms, e ‘Choros nº 6’, de Heitor Villa-Lobos, que nasceu em 5 de março. Neste ano, a data celebra os 129 anos do compositor brasileiro.

Ricardo Castro destaca o caráter formativo do repertório escolhido para 2016, que permite à orquestra demonstrar sua riqueza e potencial. “O ‘Ciclo Beethoven’ será uma ferramenta de formação e crescimento para os integrantes do Neojiba. Sempre é uma experiência de vida tocar as nove sinfonias deste grande compositor”.

Segundo ele, outras grandes obras, incluindo estreias baianas, vão ser preparadas durante o ano, como a ‘Sagração da Primavera’, de Stravinsky, ou ‘7 Flechas, Batuque Concertante’, de Paulo Costa Lima, “dando assim continuidade à metodologia de desenvolvimento instrumental, artístico e humano a partir do repertório”.

Notícias Relacionadas