Messi marca duas vezes e Barcelona fica com vantagem contra Arsenal

Messi continua fazendo história e marcou o gol 10.000 do Barcelona (Foto: Barcelona/Divulgação)
Messi continua fazendo história e marcou o gol 10.000 do Barcelona (Foto: Barcelona/Divulgação)

O Barcelona derrotou o Arsenal por 2 a 0 nesta terça-feira, no Emirates Stadium, em Londres e abriu uma importante vantagem na luta por uma vaga entre os oito melhores da Liga dos Campeões. Leo Messi – com dois gols – foi o grande protagonista do duelo válido pela ida das oitavas de final da competição. Com o resultado, a equipe de Luis Enrique atingiu a marca de 33 jogos seguidos invicto.

Tensão, equilíbrio e emoção nas arquibancadas. Empurrados pela torcida, os ‘Gunners’ pressionaram o Barça no início do jogo. Acuada, a equipe de Luis Enrique demorou para recuperar o equilíbrio do jogo diante da intensidade do time inglês. E quando o fez, não conseguia chegar com perigo na área de Peter Cech. Logo, mais organizado em campo, o time culé fez a bola correr e quando estava melhor na partida, um descuido quase custou caro.

A bola sobrou limpa dentro da área para Oxlade-Chamberlain chutar, mas Ter Stegen salvou o Barça com uma grande defesa. Pouco depois, Messi desperdiçou uma cobrança de falta perigosa da entrada da área e, nos minutos finais, Suárez teve duas chances para abrir o placar. Mas em ambas errou o alvo e viu a zaga rival afastar o perigo.

Gol 10.000 – No segundo tempo, o Barça não especulou e saiu em busca da vitória. E poderia ter aberto o placar logo no início se Neymar não desperdiçasse uma chance incrível. O Arsenal não se intimidou e levou perigo na jogada seguinte, com uma cabeçada de Giroud que Ter Stegen teve que fazer um milagre para evitar o gol. A partir daí, a partida ficou aberta, com chances para os dois lados. Entretanto, na reta final da partida, o genial Leo Messi voltou a aparecer.

Aos 26m, linda jogada de contra-ataque do tridente. Suárez tocou para Neymar, que avançou e rolou para Messi abrir o placar. Pouco mais tarde, o argentino sofreu pênalti. Ele mesmo cobrou e ampliou, marcando o quinto gol dele na Champions, o 29º na temporada e o gol 10.000 da história do Barça. Além disso, superou pela primeira na carreira o goleiro Cech e o fez em dose dupla.

Notícias Relacionadas