Com gol de pênalti no fim, Botafogo derrota a Cabofriense.

O Botafogo sofreu mas foi persistente para vencer a Cabofriense por 2 a 1, neste domingo, em São Januário. Os gols alvinegros foram de Luis Henrique e Neilton, este já no fim da partida, garantindo a quinta vitória em cinco jogos no Campeonato Carioca do líder do Grupo B. Na Cabofriense, destaque para Charles Chad, que marcou um golaço para empatar no primeiro tempo.

Líder isolado do Grupo B, o Botafogo ficou muito perto de garantir matematicamente a sua classificação. O próximo compromisso, porém, é complicado: o clássico contra o Fluminense, na quarta-feira, no Espírito Santo. No mesmo dia, a Cabofriense, sexta colocada no Grupo A, pega o Flamengo no Moacyrzão.

Ricardo Gomes mudou a formação e colocou três volantes em campo: Airton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso. No primeiro tempo, o time foi compacto no meio, trocou passes, mas teve dificuldades para furar a zaga adversária.

Confira no vídeo os gols de Botafogo 2 x 1 Cabofriense:

No início, o jogo foi estudado, disputado entre as intermediárias. Chutes de fora eram uma alternativa, tentadas por Rodrigo Lindoso e pelo adversário Carlinhos, ambos por cima. Quando a jogada clareou um pouco, Gegê avançou e bateu colocado, para fora, aos 16.

Com o triunfo, o Botafogo ficou muito perto de garantir matematicamente a sua classificação. (Foto: Botafogo/Divulgação).
Com o triunfo, o Botafogo ficou muito perto de garantir matematicamente a sua classificação. (Foto: Botafogo/Divulgação).
A Cabofriense esteve perto de marcar aos 19, quando Charles Chad recebeu na cara do gol, finalizou forte, no chão, e Jefferson fez uma grande defesa. O Botafogo, por sua vez, abriu o placar. Gervasio Nuñez lançou, Luis Henrique invadiu a área e tocou por baixo de Andrey para fazer 1 a 0, aos 21.

Porém, a alegria durou pouco. Quatro minutos depois, após lançamento longo, Charles Chad acertou chute com rara precisão, no ângulo, sem chances para Jefferson.

No restante do primeiro tempo, o Botafogo tentou em cruzamentos na área ou chutes de longe, mas sem sucesso.

Na etapa final, o panorama mudou. Ribamar entrou no lugar de Gervasio Nuñes e colocou fogo no jogo. Aos 2, foi Luis Henrique quem teve chance ao entrar livre na cara do gol, mas parar em Andrey e ter o chute desviado no rebote, passando perto.

O goleiro da Cabofriense voltou a aparecer ao encaixar falta perigosa cobrada por Rodrigo Lindoso e ao desviar com a ponta dos dedos chute cruzado de Luis Henrique, já aos 31.

De volta a campo, Neilton entrou bem no segundo tempo e criou jogadas pelo lado esquerdo. Em uma delas, tabelou, passou entre os dois e a bola sobrou para Luis Henrique, dentro da área, bater rente à trave, quase desempatando aos 36.

A pressão surtiu efeito. De tanto insistir, o Botafogo chegou ao segundo gol já no fim. Neilton teve sobra na entrada da área, bateu e o zagueiro se jogou para cortar com o braço. Pênalti convertido com categoria e tranquilidade pelo atacante, aos 45, explodindo a torcida alvinegra e garantindo mais uma vitória!

Notícias Relacionadas