Delação de Delcídio Amaral pode ser devastadora. Ou nada significar.

Delcídio está solto por decisão do STF (Foto: Agência Brasil)
Delcídio está solto por decisão do STF (Foto: Agência Brasil)
O acordo de delação do senador Delcídio do Amaral (PT-MS), se confirmado, pode ser devastador para a presidente Dilma, o ex Lula e figurões como o presidente do Senado, Renan Calheiros, caso tenha testemunhado fatos comprometedores. Mas pode também nada significar: Delcídio é conhecido em Brasília por arrotar um prestígio na verdade inexistente. Seu advogado nega a negociação de um acordo.

LÍDER POR EXCLUSÃO
Delcídio somente passou a ter acesso ao poder petista após se tornar – por exclusão, ninguém queria o cargo – líder do governo no Senado.

DE SAÍDA DO PT
Considerado “o mais tucano dos petistas”, Delcídio tem ambiente ruim em seu partido, que nem sequer lhe foi solidário. Pretende se desfiliar.

NO CENTRO DO PODER
Líder do governo, Delcídio passou a se reunir com Dilma, seu chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante. E visitava Lula semanalmente.

POLÍTICOS COMO ALVOS
A expectativa é que Delcídio confirme revelações de outros delatores, reforçando acusações contra políticos que já são alvos da Lava Jato. (Coluna de Cláudio Humberto. Clique AQUI e leia mais).

Notícias Relacionadas