Tabalhadores em educação decidem manter a greve em Lauro de Freitas

A greve dos professores de Lauro de Freitas foi deflagrada na última sexta-feira (12).
A greve dos professores de Lauro de Freitas foi deflagrada na última sexta-feira (12).
Após assembleia realizada na manhã de hoje (17), os trabalhadores municipais da educação de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, decidiram manter a greve iniciada no último dia 12 (sexta-feira). Em nota, a categoria diz que vem sendo penalizada pela gestão ‘progressista’ do prefeito Márcio Paiva (PP) e reclama dos ”abusos e intimidação de gestores indicados pela prefeitura.

A nota critica também a péssima estrutura das escolas do município, que continuam com déficit de carteiras para os alunos, mobiliário para professor e muitos outros problemas de infraestrutura.

De amanhã até sexta-feira os trabalhadores farão várias manifestações de rua. Amanhã, durante os três turnos no Largo do Caranguejo, na quinta-feira (18), no centro da cidade e na sexta-feira (19), em Portão e Areia Branca, também nos três turnos. Na próxima quarta-feira (24), haverá nova reunião com o governo.

JORNALDAMIDIA-WHATS

Notícias Relacionadas