Idoso de 77 anos completa 27 dias preso em uma cisterna em Rio Real

O idoso fazia serviços na cisterna, que tem 25 metros de profundidade.
O idoso fazia serviços na cisterna, que tem 25 metros de profundidade.
O idoso de 77 anos, conhecido como “Zé Preá”, coompletou hoje (17) 27 dias preso em uma cisterna do município de Rio Real, a 204 Km de Salvador. O caso ocorreu em 20 de janeiro e até o momento ele continua preso no local que possui cerca de 25 metros de profundidade. O idoso não responde quando chamado, e como o resgate ainda não foi feito, não se sabe se ele está vivo ou morto.

Nesta quarta-feira (17), um engenheiro da Defesa Civil do Estado visitou o local do acidente, com o intuito de resolver a situação. Anteriormente, a Defesa Civil do Estado acionou o engenheiro e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Luís Edmundo Campos, que analisou a situação e definiu a necessidade de outras intervenções no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o local está complicado para fazer o resgate.

Hoje o deputado estadual Alex Lima (PTN) pediu celeridade no desfecho do resgate. “Peço sensibilidade para que essa situação seja resolvida. Não podemos prolongar o sofrimento desta família que aguarda ansiosa por notícias”, disse o parlamentar, classificando a morosidade como “desrespeitosa”. “Existe um ser humano, há quase um mês, soterrado há 25 metros de profundidade e uma família desesperada por solução. É uma falta de respeito com o nosso semelhante. Espero, que este sofrimento tenha fim. Já que os familiares não têm esperança de encontrá-lo com vida, que tenham pelo menos o direito de enterrá-lo com dignidade”, disse o deputado.

JORNALDAMIDIA-WHATS

Notícias Relacionadas