Hildécio Meireles afirma que Rui sabia de tudo sobre situação caótica

Hildécio Meireles sobre o déficit nas contas do governo: "Rui sabia de tudo".
Hildécio Meireles sobre o déficit nas contas do governo: “Rui sabia de tudo”.
O deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB), em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, afirmou ter recebido mais uma vez com surpresa a declaração do governador Rui Costa em relação à caótica situação financeira do Estado. Segundo Hildécio Meireles, ninguém mais que ele sabia que isso iria acontecer. Afinal, conforme frisa o deputado, são nove anos de governo do PT e o atual governador talvez, seja o homem que em toda a Bahia conheça da situação financeira e econômica do Estado.

“Afinal, foi o principal gerente dos oito anos do governo anterior (Jaques Wagner) e está há mais de um ano no atual mandato. Ou seja, sempre foi figura importante nas tomadas de decisões”, destacou, complementando que o próprio Rui declarou que houve falhas na gestão patrimonial, contábil, orçamentária e financeira do seu antecessor, o ex-governador Jaques Wagner. O governador Rui Costa afirmou que as contas estaduais estão em ‘situação dramática e que em 2015 perdeu cerca de R$ 70 milhões em relação a 2014.

Ainda segundo o deputado, a situação chegou a esse ponto não por falta de aviso, de conhecimento, pois durante 2015 foi o que mais chamou atenção e o que mais a oposição denunciou. “Em 2015 denunciamos com ênfase que o valor das despesas do exercício anterior montava em 5% do orçamento de 2015, um total de R$ 1,6 bi. Essa foi uma das contas que mais complicou a gestão no ano passado”, disparou.

JORNALDAMIDIA-WHATS

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. romeu.temporal

    Acredito que a intenção do governo federal do Brasil seja seguir este caminho: Estabilizar de imediato com medidas emergenciais, e negociar com o legislativo medidas para sanear as finanças públicas, principalmente, equacionando o desequilíbrio da Previdência.
    No estado da Bahia o deficit da previdência demandará 3 bilhões de um orçamento já está contingenciado pela frustração das receitas. Quando entregamos o PLOA 2016 em 30/08/2015 não tínhamos a exata dimensão do impacto fiscal da alavancagem financeira também do setor público; decorrente dos compromissos que assumimos nos anos do super ciclo das commodities.

Comentários estão suspensos