Estados Unidos enviam submarino nuclear para a Coreia do Sul

AGÊNCIA LUSA

Com o envio do submarino, os Estados Unidos pretendem reafirmar o compromisso com a defesa da Coreia do Sul e enviar uma mensagem de advertência à Coreia do Norte. (Foto: Twitter~/Reprodução)
Com o envio do submarino, os Estados Unidos pretendem reafirmar o compromisso com a defesa da Coreia do Sul e enviar uma mensagem de advertência à Coreia do Norte. (Foto: Twitter~/Reprodução)
Os Estados Unidos enviaram um submarino de propulsão nuclear para a Coreia do Sul, informou hoje (11) uma fonte militar de Seul, em resposta ao recente lançamento de um míssil pela Coreia do Norte.

O USS North Carolina (SSN-777), submarino com mais de oito anos de serviço, “está a caminho da Coreia do Sul”, indicou uma fonte das Forças Armadas do país asiático à agência Yonhap.

O submarino, cuja velocidade é de 46 quilômetros por hora, tem capacidade para transportar mísseis de cruzeiro Tomahawk e até 48 torpedos.

Saiba Mais
Senado norte-americano aprova sanções contra a Coreia do Norte
Itamaraty confirma dois brasileiros entre os feridos dos atentados em Paris
Com o envio do USS North Carolina para águas sul-coreanas, os Estados Unidos pretendem “reafirmar o compromisso com a defesa da Coreia do Sul” e “enviar uma mensagem de advertência à Coreia do Norte”, indicou a mesma fonte.

O porta-voz também assegurou que os Estados Unidos desejam enviar para o país asiático dois novos aviões de combate, possivelmente um bombardeiro B-2 e um caça F-22 Raptor.

O envio do submarino é considerado uma resposta ao recente lançamento, pela Coreia do Norte, de um satélite espacial a bordo de um míssil de longo alcance, uma ação fortemente contestada por Seul e Washington, que a consideram um ensaio de mísseis balísticos encoberto, o que violaria resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

O lançamento desse míssil seguiu-se a um teste nuclear em janeiro, quando os Estados Unidos enviaram um bombardeiro B-52 para a Coreia do Sul.

O governo norte-americano mantém, de forma permanente, 28.500 soldados na Coreia do Sul, país que se compromete a defender em caso de conflito com o Norte.

Notícias Relacionadas