Pais de alunos aprovam projeto de tecnologia de incentivo à formação escolar

Yara Aquino
Repórter da Agência Brasil

Via celular, pais de estudantes do ensino fundamental receberam uma mensagem sugerindo que visitem uma livraria ou biblioteca com os filhos para criar o hábito da leitura. Na semana seguinte, outra mensagem alertou os pais sobre a importância de trabalhar em equipe e sugeriu atividades conjuntas em família para desenvolver nos filhos esta habilidade.

As duas mensagens foram enviadas por meio do projeto EduqMais (estimula a participação das famílias na formação escolar de seus filhos, por meio de mensagens de celular (SMS)), que busca aproximar os pais da vida escolar dos estudantes com o obetivo de trazer efeitos positivos para a aprendizagem. Durante oito semanas o projeto, implementado pela Fundação Lemann em parceria com a Mgov, (uma empresa de consultoria especializada em gestão de políticas públicas e impacto social ) enviou sugestões simples aos pais que se interessam em se envolver no aprendizado dos filhos, mas não sabiam por onde começar.

O projeto-piloto do EduqMais foi aplicado em 2015 com 2 mil pais de alunos do 6° e 7° ano do ensino fundamental de 47 escolas públicas em Fortaleza, São Paulo e no Rio de Janeiro. As mensagens abordaram questões relacionadas ao interesse pelo estudo, sobre a curiosidade e a imaginação do adolescente, sua capacidade de dar opiniões sobre acontecimentos do país e do mundo e organização financeira. Ao final do projeto, a avaliação dos participantes foi que os pais se engajaram mais na vida escolar dos filhos.

Pai de uma estudante do 6° ano do ensino fundamental, o servidor público federal que mora em São Paulo (SP), Fernando Pereira Rodrigues, participou do projeto e avalia que as atividades sugeridas foram positivas para aproximá-lo mais da filha e para trazer novas descobertas para a estudante.

“Acho que ajudou bastante porque sugere temas para uma conversa com o aluno e abre os olhos da gente para este caminho. Uma sugestão foi assistir jornal para se inteirar das notícias. Minha filha não tinha muita noção de notícias e depois do encaminhamento ela passou a prestar mais atenção. Também procurou ler mais”, conta Fernando Pereira.

Ele disse que atualmente os pais não tem tempo para participar das atividades escolares dos filhos e poucos comparecem às reuniões na escola. Iniciativas para incentivar maior participação são vista como positivas pelo servidor público.

Após a experiência com o projeto-piloto em 2015, a Fundação Lemann e a MGov negociam com fundações e secretarias de educação para dar continuidade ao EduqMais e implementar em mais escolas públicas do país.

Notícias Relacionadas