BC decreta liquidação de administradora de consórcios Agraben

Kelly Oliveira
AGÊNCIA BRASIL

bancocentraldobrasilO Banco Central (BC) decretou a liquidação extrajudicial da administradora de consórcios Agraben, sediada na cidade de Americana (SP). O BC verificou a existência de “graves violações às normas legais e estatutárias que disciplinam a atividade da instituição”.

O BC nomeou como liquidante, “com amplos poderes de administração e liquidação”, Valder Viana de Carvalho.

Em seu site, a Agraben diz que é especializada na organização e administração de grupos para a aquisição de bens (móveis e imóveis).

A determinação do regime especial (intervenção e liquidação extrajudicial) ocorre quando a fiscalização do BC verifica algum tipo de problema na instituição financeira, como ausência de liquidez (recursos disponíveis), desvio de dinheiro, descumprimentos de normas ou não pagamento de obrigações.

Antes da liquidação extrajudicial, o BC faz intervenção para tentar resolver os problemas da instituição. Quando isso não é possível, é decretada a liquidação. O BC elabora, internamente, um inquérito para apurar as causas da quebra das instituições financeiras. O inquérito é enviado ao Ministério Público, que promove ações de responsabilidade contra os gestores.

Notícias Relacionadas