Neymar omitiu R$ 583 mil quando tinha só 15 anos, aponta Receita Federal.

Para o Ministério Público, pai de Neymar é "mentor de uma série de fraudes" (Foto: Reprodução/Instagram)
Para o Ministério Público, pai de Neymar é “mentor de uma série de fraudes” (Foto: Reprodução/Instagram)
Com apenas 15 anos, ainda na base do Santos, o atacante Neymar omitiu rendimentos de R$ 583 mil, de acordo com uma autuação da Receita Federal de 2012. O valor é parte do previsto em um contrato de direitos de imagem assinado entre a NR Sports, empresa controlado pelos pais do atleta, e o Santos, em 2006. Para o Fisco, um acordo para diminuir a carga tributária.

A omissão de exatos R$ 583.324,60 rendeu duas multas que, somadas, chegam a R$ 460 mil. A defesa do atleta tentou anular a cobrança na Justiça Federal, mas teve o pedido negado há duas semanas. O caso é semelhante ao que levou o MPF (Ministério Público Federal) a denunciar o jogador por sonegação fiscal e falsidade ideológica na semana passada, mas não consta na documentação entregue pela procuradoria.

Antes de poder se profissionalizar, o que a lei só permite aos 16 anos, Neymar assinou com o Santos um contrato de formação que previa o pagamento de uma ajuda de custo – o valor variou de R$ 2 mil a R$ 3 mil. Ao mesmo tempo, acertou seu primeiro acordo para cessão de direitos de imagem ao clube da Vila Belmiro. Contrato da NR Sports com o Santos, assinado em 2006, previa R$ 1,7 milhão à empresa da família de Neymar até 2011, com pagamentos mensais, semelhantes e com aumentos regulares. (Fonte: Globoesporte.com/Leonardo Lourenço)

Notícias Relacionadas