Festa de Iemanjá deve levar mais de 500 mil pessoas hoje ao Rio Vermelho

Realizada em 2016 na semana do Carnaval, a homenagem a Iemanjá, nesta terça-feira (2), deve atrair ao bairro do Rio Vermelho, em Salvador, aproximadamente 500 mil pessoas, conforme estimativa do presidente da Associação de Pescadores, Marcos Souza. A programação festiva dedicada à rainha das águas começou oficialmente, com alvorada de fogos, a partir das 5h.

Antes, às 2h30, ocorreu a entrega do presente de Oxum, no Dique do Tororó, para evitar o ciúme da vaidosa rainha das águas doces, segundo o preceito afro. Às 4h45 chega o presente principal à Colônia de Pescadores do Rio Vermelho.

A festa de Iemanjá é realizada desde o ano de 1923.  O cortejo marítimo dos pescadores, ponto alto da festa, deve começar a partir da 15h30.
A festa de Iemanjá é realizada desde o ano de 1923. O cortejo marítimo dos pescadores, ponto alto da festa, deve começar a partir da 15h30.

O cortejo marítimo dos pescadores, ponto alto da festa, deve começar a partir da 15h30, quando os balaios contendo as mais diversas oferendas são levadas em embarcações e lançadas ao mar para Yemanjá.

Nesta segunda-feira (1º), às 7h, a Casa de Iemanjá e o caramanchão (local que serve de abrigo para o depósito dos presentes) foram abertos para visitação e recebimento dos presentes. A partir das 22h, acontecem os rituais em homenagem à orixá, no Terreiro Ilê Asé Jybaiyê Jimoluane, localizado no bairro de Itinga.

A festa é realizada desde o ano de 1923. Nessa época, por conta da escassez de peixes, um grupo de pescadores resolveu oferecer presentes a Yemanjá. Segundo relato popular, os peixes voltaram e, a partir de então, os pescadores presenteiam a rainha do mar para agradecer. Eles aproveitam também para pedir fartura e tranquilidade no mar. Leia mais informações da folia baiana no site Carnaval da Bahia.

Notícias Relacionadas