Ipac fiscaliza montagens no Carnaval até esta quarta-feira

Os tapumes auxiliam na proteção dos edifícios históricos e na contenção de fluxos de pessoas, maquinários e transportes que passam próximos aos prédios (Foto: José Carlos Almeida/Divulgação)
Os tapumes auxiliam na proteção dos edifícios históricos e na contenção de fluxos de pessoas, maquinários e transportes que passam próximos aos prédios (Foto: José Carlos Almeida/Divulgação)

A fiscalização das estruturas do Carnaval 2016 em áreas históricas tombadas e protegidas pelas leis de patrimônio será realizada até essa quarta-feira, dia 3. Desde o dia 20 de janeiro que equipe especializada do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac ) realiza vistorias nas praças e ruas do Centro Histórico de Salvador (CHS).

Uma montagem de palco da prefeitura municipal no Terreiro de Jesus foi notificada no dia 22. Segundo o diretor de Projetos Obras e Restauro do Ipac, Felipe Musse, a fiscalização é importante no sentido de evitar possíveis impactos e danos ao patrimônio. Durante os serviços, os transeuntes já pareciam sensibilizados com a fiscalização.

“A reforma de um patrimônio depois de destruído é muito onerosa, por isso, a fiscalização pode evitar custos para o dinheiro público que é nosso”, disse a psicóloga Luana Peixoto (28) que presenciou as ações da equipe do Ipac . “É importante essa iniciativa para proteger o que é nosso”, completou o auxiliar de construção civil Raimundo Silva (66) também no local.

“Essa medida é boa para a preservar e evitar gastos de restauro no futuro”, disse o comerciante Carlos José (55) que olhava os fiscais do IPAC trabalhando.

Notícias Relacionadas