Exposição do Museu de Araci reúne 97 peças e 425 fotos

A exposição será aberta nesta sexta-feira (22) em Araci.
A exposição será aberta nesta sexta-feira (22) em Araci.
Uma exposição com fotos aéreas do ano de 1974 vai ser aberta nesta sexta-feira (22), às 19h, nos jardins da Praça da Conceição, em Araci, município localizado na região nordeste da Bahia, a 200 quilômetros de Salvador. A mostra sobre as mudanças urbanas da cidade, nos últimos 42 anos, tem apoio do Edital Setorial de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac).

“Os editais da Secretaria de Cultura do Estado [Secult], com recursos do Fundo de Cultura da Bahia, possibilitam que a sociedade participe […] das políticas públicas museológicas de difusão e preservação da memória, neste caso, através de mostras permanentes de fotografias”, explica o diretor-geral do Ipac, João Carlos de Oliveira.

Reinauguração – Além da mostra a céu aberto, o Edital nº15/2013 do Ipac/Secult apoia parte do projeto Revitalização do Museu do Centro Cultural de Araci. O evento que vai reinaugurar o espaço ocorre, no dia 30 de janeiro, com exposição de objetos antigos, peças de arte sacra, fotografias, jornais e documentos sobre a memória política, religiosa, social e cultural da cidade. Segundo a coordenadora de Editais do Ipac, Ana Coelho, foram realizados serviços de preservação e restauro.

O museu tem 85 peças, das quais 16 foram restauradas. (Foto: Divulgação)
O museu tem 85 peças, das quais 16 foram restauradas. (Foto: Divulgação)

A revitalização teve o objetivo de tornar o museu mais dinâmico e preparado para os visitantes. “Nossa prioridade foi preservar, proporcionar espaço educacional, restaurar e expor o acervo, além de capacitar funcionários”, disse o coordenador do projeto, Pedro Juarez.

O museu de Araci estava armazenando documentos sem organização, e o espaço reduzido impossibilitava novas doações para o acervo. “As peças estavam armazenadas de maneira inadequada e [em processo de] deterioração”, constatou Pedro.

Visita guiada – O museu tem 85 peças, das quais 16 foram restauradas por meio do Edital do Ipac/Secult. Os recortes de jornais datam do século XIX e início do século XX. O acervo reúne ainda 425 fotos e 22 negativos de fotos aéreas. Além das exposições, o edital possibilitou a realização de oficinas para os funcionários.

No Centro Cultural, fundado em 1984 pelo professor Anatólio Oliveira, acontecem exposições, eventos de cultura popular, semanas de cultura e meio ambiente, oficinas de artes e teatro, lançamentos de livros, rodas de leitura e exibição de filmes.

Notícias Relacionadas