Doriva quer o São Paulo “intenso e confiante” em BH

A escalação – a mesma usada na vitória sobre o Sport (3 x 0), na última rodada, com Thiago Mendes, Wesley, Ganso, Michel Bastos, Pato e Luis Fabiano – já sugere uma postura ofensiva do time são-paulino neste final de semana para o duelo com o Cruzeiro, em Belo Horizonte, pelo Campeonato Brasileiro. E as palavras do técnico Doriva reforçam que o Tricolor jogará para cima do adversário, no Mineirão, de olho em uma vaga no G-4.

"Precisamos jogar da maneira que atuamos em casa: intenso e confiante. Em casa e fora" (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net0
“Precisamos jogar da maneira que atuamos em casa: intenso e confiante. Em casa e fora” (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

“Precisamos jogar da maneira que atuamos em casa: intenso e confiante. Em casa e fora. Se temos capacidade de fazer bons jogos em casa, também precisamos fazer o mesmo fora. Os campos têm boa qualidade e são modernos. Esperamos conseguir ter uma boa performance e vencer. Vamos jogar para vencer todos. Se isso acontecer, há grande chance de conseguir o objetivo. Queremos fazer o máximo de pontos possível”, avaliou o comandante são-paulino.

Na reta final da temporada, o São Paulo precisa acumular o maior número de pontos possíveis nos últimos cinco jogos da competição nacional para, assim, assegurar um lugar na Libertadores da América de 2016. Por isso, o comandante quer manter o embalo após os triunfos sobre Sport e Coritiba (2 x 1), no Estádio Couto Pereira, para acirrar a disputa pelas primeiras colocações do torneio nacional.

“Não podemos abaixar a guarda. O Cruzeiro é um grande time, jogo dificílimo, mas estamos confiantes. O São Paulo tem um bom retrospecto em Minas e esperamos manter assim, porque esse é o desafio. Nada melhor do que ter uma sequência de boas apresentações. Precisamos manter o nível de performance da última partida”, opinou Doriva.

Após encarar os cruzeirenses, o São Paulo terá pela frente Atlético-MG (casa), Corinthians (fora), Figueirense (casa) e Goiás (fora). “Difícil. Vamos pegar times qualificados e que brigam pela parte de cima da tabela, e os times que jogam a vida. São jogos difíceis, nos quais precisamos estar concentrados. Tenho dito isso nas nossas conversas, para terminar esse campeonato de maneira honrosa”, finalizou.

Notícias Relacionadas