Lewandowski autoriza condenados no mensalão a passar ao semiaberto

Presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski (Foto: STF/Divulgação)
Presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski (Foto: STF/Divulgação)
O presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Ricardo Lewandowski, autorizou na sexta-feira (24) os condenados no mensalão Simone Vasconcelos e José Roberto Salgado a cumprir pena no regime semiaberto. Lewandowski acolheu parecer favorável da Procuradoria-Geral da República para a progressão do regime prisional nos dois casos. O parecer de Simone é do dia 8 de julho e o do Salgado, do dia 14.

A ex-diretora da SMP -B e o ex-vice-presidente do Banco Rural estavam cumprindo pena no regime fechado. O semiaberto consiste em saída da carceragem para trabalhar durante o dia, mas volta à noite para dormir.

Simone foi condenada por formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, corrupção ativa e evasão de divisas, e a uma pena de 12 anos, sete meses e 20 dias de prisão, além do pagamento de multa de R$ 374 mil. José Roberto Salgado foi condenado a 16 anos e 8 meses de prisão e multa de R$ 926 mil pelos crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta de instituição financeira e evasão de divisas. (Folha de São Paulo)

Notícias Relacionadas