Seleção feminina de futebol é medalha de ouro no Pan

Além da excelente campanha, com vitória em todos os jogos, o Brasil foi o senhor do jogo na final (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)
Além da excelente campanha, com vitória em todos os jogos, o Brasil foi o senhor do jogo na final (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Um enorme parabéns. Dourado! É isso que a Seleção Brasileira Feminina e futebol merece, após conquistar o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, com 100% de aproveitamento.O time do técnico Vadão derrotou a Colômbia por 4 a 0 na decisão e alcançou o lugar mais alto do pódio. Formiga, Maurine, Andressa Alves e Fabiana marcaram os gols da decisão, neste sábado, em Hamilton.

Não foi à toa que a Seleção Brasileira conquistou essa medalha de ouro. Além da excelente campanha, com vitória em todos os jogos, o Brasil foi o senhor do jogo nessa final. No caso, as senhoras da partida! Desde o primeiro minuto, a equipe tomou a iniciativa. Quatro gols anotados, nenhum sofrido e pode comemorar.

Para falar a verdade, não deu nem tempo de respirar. A torcida, que lotou o estádio em Hamilton, ainda se acomodava na arquibancada quando Formiga abriu o placar. Lance de bola parada e a capitã subiu mais do que todo mundo para facilitar o caminho do Brasil até o ouro.

No segundo tempo, a superioridade ficou ainda mais evidente. Pouco ameaçada, a Seleção Feminina estava mais próxima de ampliar a vantagem do que de sofrer o empate. Foi o que aconteceu. E com emoção. Antes da bola balançar a rede, Erika chegou perto de marcar, Cristiane, de cabeça, teve sua chance, Andressa Alves acertou o travessão em cobrança de falta e Andressinha obrigou a goleira colombiana a fazer um milagre.

Coube a Maurine, no seu primeiro toque na bola, o segundo gol brasileiro. A camisa 7 havia acabado de entrar em campo no lugar de Andressinha e foi direto para a cobrança de um escanteio. Com uma categoria impressionante, a meia fez um golaço. O-lím-pi-co! A curva foi tão surpreendente que levantou o grito de “oooooohhhh” da torcida canadense antes de se ouvir a comemoração de gol.

Daí em diante, seria só administrar. Com maturidade e consciência, a Seleção Feminina seguiu controlando a partida, mas com fome de gol. Chegou a acertar o travessão colombiano mais duas vezes, sendo uma em belo chute de fora da área de Andressa Alves. Ela queria deixar sua marca e conseguiu. A camisa 9 completou cruzamento vindo da direita e ampliou para 3 a 0.

Alguém pensa que acabou? A vontade era tão grande que ainda deu tempo para mais um. De fora da área, no chamado petardo, Fabiana fechou o placar nos acréscimos: 4 a 0 para as meninas de ouro do futebol.

Notícias Relacionadas