Governo suaviza restrições bancárias e gregos podem viajar com 2 mil euros

Agência Lusa 

Novo decreto publicado pelo Ministério das Finanças destaca que os estrangeiros podem sacar quantidades ilimitadas de dinheiro (Ag. Brasil)
Novo decreto publicado pelo Ministério das Finanças destaca que os estrangeiros podem sacar quantidades ilimitadas de dinheiro (Ag. Brasil)

A Grécia suavizou novamente as restrições bancárias impostas há quase um mês e os cidadãos gregos podem viajar com 2 mil euros em dinheiro ou equivalente em moeda estrangeira nas suas viagens ao exterior.

O novo decreto publicado pelo Ministério das Finanças destaca ainda que os estrangeiros podem sacar quantidades ilimitadas de dinheiro. Por outro lado, as empresas de navegação poderão levantar 50 mil euros por dia.

Na segunda-feira (20), dia em que os bancos gregos reabriram as portas após três semanas fechados, o Ministério das Finanças deu passos para um primeiro alívio das limitações nas transferências para o exterior, ao permitir que pais com filhos que estudam fora da Grécia pudessem transferir 5 mil euros por trimestre.

Ao mesmo tempo, permitiu a transferência para o exterior de, no máximo, de 2 mil euros para gastos médicos.

Para ultrapassar as restrições que tiveram impacto nas importações, o Banco da Grécia anunciou na sexta-feira (24) que irá agilizar o processo de pagamentos comerciais ao exterior.

Nesse sentido, vai aumentar, com efeitos imediatos, de 50 mil a 100 mil euros a transferência que cada cliente poderá efetuar para gastos com as importações.

O limite de 60 euros para saques em caixas automáticos foi mantido. A partir da próxima sexta-feira (30) as pessoas que não retiraram dinheiro durante toda semana poderão sacar o valor máximo de 420 euros.

Os preparativos para a reabertura da bolsa de Atenas devem acontecer, mas ainda não ha data marcada. A imprensa grega acredita que isso poderá ocorrer na próxima segunda-feira (27).

Notícias Relacionadas