Polícia diz que adolescente de 16 anos confessou ter matado publicitário no Santo Agostinho

Bau Menezes, 30 anos, foi asssassinado no bairro do Santo Agostinho (Foto: Facebook)
Bau Menezes, 30 anos, foi asssassinado no bairro do Santo Agostinho (Foto: Facebook)

Um adolescente de 16 anos se entregou à polícia nesta segunda-feira (20) e confessou ter matado o publicitário Bau Menezes Bag durante uma tentativa de assalto no bairro Santo Agostinho, no último dia 9. Depois de comparecer à 6ª Delegacia (Brotas), ele foi ouvido pela delegada Claudenice Mayo, titular da Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), e disse ter sido o autor do disparo que matou o publicitário.

Segundo informações do site do Correio e da TV Bahia, o garoto contou com a ajuda de outros dois homens, ambos maiores de idade. Os suspeitos ainda estão foragidos, mas a polícia já tem a identificação da dupla. “Um deles é integrante de uma quadrilha de tráfico de drogas. Eles estão sendo procurados”, afirmou a titular da DAI, delegada Claudenice Mayo.

O crime aconteceu na Rua do Sangradouro, por volta das 21h. No dia seguinte, a vítima completaria 30 anos. Em depoimento à delegada, o adolescente informou que foi levado ao local, junto com um comparsa, por uma terceira pessoa. Eles desceram do veículo e seguiram em direção ao Gol onde estava o publicitário. O objetivo da dupla era roubar o carro da vítima.

“Ele disse que a vítima se assustou e tentou arrancar com o carro. Eles também teriam se assustado e o menor atirou contra a vítima”, contou a delegada.

Ainda segundo o adolescente, tanto ele quanto o comparsa estavam armados com um revólver calibre 38 no momento do crime. As armas não foram encontradas.

Segundo a delegada Claudenice Mayo, investigações conduzidas pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e pela 6ª Delegacia (DT/Brotas) já haviam chegado ao pai do adolescente. Desde o dia do crime, ele se escondia na casa do pai, no Pau Miúdo. Apesar de não ter passagens, o adolescente confessou que já participou de outros assaltos. Ele é o caçula de cinco filhos e abandonou os estudos no ano passado. (Correio)

Notícias Relacionadas