Greve de ônibus: TRT determina que 70% da frota tem que circular em Salvador.

Rodoviários dissidentes pararam os ônibus e tumultuaram a vida de milhares de pessoas.
Rodoviários dissidentes pararam os ônibus e tumultuaram a vida de milhares de pessoas.
O Tribuna Regional do Trabalho ficou no início da noite desta segunda-feira (26) em 70% a frota mínima de ônibus que deve circular em Salvador nos horários de pico. Segundo a decisão do TRT-BA, se a medida não for cumprida o Sindicato dos Rodoviários pagará uma multa diária de R$ 100 mil. O Sindicato dos Rodoviários aceitou a proposta feita pelos patrões das empresas de transporte urbano de Salvador em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (26), na sede do Sindicato dos Eletricitários do Estado da Bahia (Sinergia).

No entanto, alguns rodoviários insatisfeitos abandonaram os veículos. A decisão infernizou a vida de milhares de pessoas, que não conseguem retornar à suas casas por falta de transporte. Em terminais como o da Lapa e Pirajá os ônibus não apareceram.

Greve Suspensa – Segundo nota do Sindicato dos Rodoviários, os trabalhadores aprovaram, em assembleia geral na tarde desta segunda-feira (26),às 15h conforme divulgado em edital, o acordo proposto pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego – SRTE e a suspensão da greve que estava marcada para começar à zero hora desta terça-feira.

O acordo assegura reajuste salarial de 9%, o maior da categoria no Norte/Nordeste e o segundo melhor do país, mesmo percentual no ticket-refeição, fim da hora fracionada que era uma das principais reivindicações desta Campanha Salarial, manutenção e ampliação da gratificação do Carnaval, compromisso assumido pelo prefeito ACM Neto.

Ficou acertado ainda que as empresas vão abrir mais espaços para a contratação de mulheres. O acordo, fechado depois de quase dois meses de negociação, vale para os trabalhadores urbanos, intermunicipais, do fretamento, turismo e metropolitano.

Notícias Relacionadas