Corpo de Washington será sepultado hoje em Valença

Uma das últimas aparições: Washington homenageado no jogo FluminensexAtlético-PR (Foto: Gazeta do Povo/Reprodução)
Uma das últimas aparições: Washington homenageado no jogo FluminensexAtlético-PR (Foto: Gazeta do Povo/Reprodução)
O ex-atacante Washington (54 anos), do Atlético e do Fuminense, foi encontrado morto na manhã deste domingo em sua casa, em Curitiba. O jogador foi goleador e ficou famoso nos anos 80 ao formar dupla com Assis, com os dois ficando conhecidos como “Casal 20”. O corpo de Washington será transportado da capital paranaense para Valença, no Baixo Sul da Bahia, onde será sepultado nesta segunda-feira.

Washington sofria de esclerose lateral amiotrófica, uma doença neurodegenerativa progressiva que afeta os neurônios motores e prejudica os movimentos. O ex-jogador não se movimentava mais sozinho e só se locomovia com o auxílio de uma cadeira de rodas. Era acompanhado permanentemente por cuidadores.

O corpo de Washington foi encontrado pelo enfermeiro que cuidava dele, em sua casa, no bairro do Capão da Imbuia, em Curitiba.

Pelo Atlético, foi campeão paranaense em 1982 e ficou em terceiro lugar no Campeonato Brasileiro em 1983. Foi campeão brasileiro com o Fluminense em 1984. Os dos clubes fizeram, em 2009, o “Washington Day”, um evento esportivo para arrecadar fundos e possibilitar o tratamento da doença do artilheiro.

Famoso por ser um especialista em cabeçadas, o atacante de 1,88m e grande impulso permaneceu por seis anos no Fluminense e, com 118 gols marcados, é o sexto maior artilheiro do clube. Washington disputou ainda algumas partidas pela seleção brasileira, tendo marcado quatro gols pelo Brasil e conquistado o ouro nos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, em 1987.

Depois que deixou o Fluminense, o atacante passou por clubes como Guarani, Botafogo e Santa Cruz, entre outros. (Gazeta do Povo).

Notícias Relacionadas