Doleiro Youssef tira sarro com deputado Luiz Argôlo em troca de mensagens

Luiz Argolo trocou 1.411 mensagens com o doleiro Alberto Youssef, segundo a Polícia Federal. (Foto: Agência Brasil)
Luiz Argolo trocou 1.411 mensagens com o doleiro Alberto Youssef, segundo a Polícia Federal. (Foto: Agência Brasil)
A coluna Painel, da Filha de São Paulo, informa neste domingo (18) que em troca de mensagens interceptada na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, o deputado Luiz Argôlo (SDD-BA) pede que Alberto Youssef pague a conta de um jantar de R$ 1.500. O doleiro responde: “Sua conta estou pagando faz tempo”.

Na véspera do último Ano-Novo, Argôlo escreve para Youssef: “Comigo e família está tudo bem. O resto, não”. E reclama de “passar a virada devendo aos outros”. O doleiro não se faz de rogado: “Se com você e família tudo bem, o resto resolvemos”.

No último dia 15, O Conselho de Ética da Câmara instaurou dois processos que podem resultar na cassação do deputado Luiz Argôlo por de quebra de decoro parlamentar.

Argôlo foi flagrado em escutas telefônicas e mensagens de texto mantendo diálogo com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal (PF) durante a Operação Lava Jato. Ele também é suspeito de ter tido contas pagar por Youssef e recebido dinheiro do doleiro no apartamento funcional da Câmara.

Na sexta-feira (16), Argôlo foi exonerado do cargo de vice-líder do partido Solidariedade, pelo líder da legenda, deputado Fernando Francischini (PR). A exoneração foi feita após matéria publicada pela Folha de S.Paulo revelar que Argôlo foi orientado pelo doleiro Alberto Youssef a ocupar a vice-liderança para ficar “mais perto do governo”.

Notícias Relacionadas