Pelegrino acha que ACM Neto deveria conceder o mesmo aumento dos jetons ao servidor

Pelegrino critica jetom de ACM Neto
Pelegrino critica jetom de ACM Neto
“Eles deveriam dar o mesmo reajuste aos servidores públicos”, defendeu o deputado federal Nelson Pelegrino (PT-BA), após o jornal Folha de São Paulo revelar neste sábado (03) que a Prefeitura de Salvador dobrou o valor pago a servidores que integram os conselhos das empresas Limpurb, Desal, Saltur e Cogel. Segundo dados da Folha, os novos valores dos chamados “jetons” podem chegar em R$22 mil, como é o caso de secretário municipal da Fazenda, Mauro Ricardo, que está no conselho de administração de quatro empresas.

Os jetons não entram na folha salarial, por isso não contam para o teto estabelecido pela Constituição, que é de R$29,4 mil. Para Pelegrino, o aumento também deveria beneficiar os demais servidores, que estão em campanha salarial com data base para o dia 1º de maio. “Tenho certeza que os trabalhadores gostariam de ter o mesmo percentual de reajuste”, concluiu.

Segundo a reportagem da Folha, desde a posse de ACM Neto, em janeiro de 2013, o valor do jetom para conselheiro de administração pulou de R$ 2.856,80 para R$ 5.756,15 em três empresas (Saltur, Desal e Limpurb) e de R$ 2.590.10 para R$ 4.930 na Cogel. O jornal cita que o secretário da Fazenda, Mauro Ricardo Costa, foi o mais beneficiado com a medida: ele acumula R$ 22 mil mensais em jetons. Costa é ex-titular da pasta das Finanças do governo Gilberto Kassab (2006-2012). Braço direito de Costa, o subsecretário George Tormin participa de dois conselhos de administração e de dois conselhos fiscais, funções que lhe rendem R$ 14 mil por mês. Os conselhos fiscais pagam cerca de R$ 1.800 por reunião.

Notícias Relacionadas

1 Comentário

  1. Valéria

    Ele deveria é falar com a patroa dele para acabar o fator previdenciário, pois o PT massacra os aposentados deste país.

Comentários estão suspensos