Fluminense encara o Vitória e Cristóvão quer manter 100% no Brasileiro

A descontração foi uma das marcas do último treinamento do Fluminense, nas Laranjeiras, nesta sexta-feira (2) antes do confronto com o Vitória neste sábado (3), às 21h, no Maracanã, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O tradicional rachão das vésperas de jogos e o futevôlei iniciaram as atividades, mas o técnico Cristóvão Borges não deixou de trabalhar sério e seguir sua rotina de repetições, com treino de bola parada. Em entrevista coletiva, o treinador apontou para a tendência de repetir a escalação.

– É importante porque a equipe ganha em entrosamento. Eles ficam mais à vontade com a nossa proposta de jogo. Como é início de trabalho, é fundamental repetir o time para que a formação se firme na cabeça deles até para facilitar para os que fossem entrar depois. Quem eu colocar no time vai saber o que fazer – afirmou Cristóvão, ciente de que o Fluminense – com 100% de aproveitamento nas duas rodadas do Brasileirão –, está despertando atenção dos rivais:

– Nós somos líderes. Imagina só se não tem muita gente observando o Fluminense? O Brasileiro é muito difícil, não se esconde muito o jogo. Importante é o jogador estar confiante porque as jogadas acontecem naturalmente.

A torcida foi atração à parte no treinamento. Muitos tricolores aproveitaram a extensão do feriadão de 1º de maio e marcaram presença no Estádio Manoel Schwartz, apoiando os jogadores e tornando o clima parecido com o das partidas.

– Os torcedores não atrapalham. Eles animam, ficam contentes, cantam o nome dos jogadores. Sabemos que isso acontece quando o ambiente está legal. As vitórias estão acontecendo e a presença deles é a resposta. Em relação à privacidade, todo mundo no Brasileirão se conhece. É difícil surpreender o oponente. Só que dependendo do grau de informação do adversário, algumas coisas você pode fazer sim – encerrou o treinador.

Notícias Relacionadas