Marcos Medrado pode aumentar boquinha no governo com presidência da Bahiatursa

Nesse encontro, em meados de março, Medrado fechou sua participação no governo com Jaques Wagner. Ele tinha perdido o espaço  na gestão desde janeiro de 2011, quando Otto Alencar tirou do parlamentar todos os cargos e controle que tinha na Agerba.
Nesse encontro, em meados de março, Medrado fechou sua participação no governo com Jaques Wagner. Ele tinha perdido o espaço na gestão estadual desde janeiro de 2011, quando Otto Alencar tirou do parlamentar todos os cargos e o controle que tinha na Agerba.
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

A jogada de mestre do deputado federal Marcos Medrado, comandante do partido Solidariedade na Bahia, em cima do governo, ameaçando deixar de apoiar o candidato Rui Costa (PT) para ficar com Paulo Souto (DEM) deve ter um retorno muito melhor do que ele e o SDD esperavam. A “briga” de Medrado com os petistas, que ganhou preciosos espaços na mídia política, começou quando o parlamentar deu algumas entrevistas garantindo que seu filho, Diogo Medrado, foi maltratado ao se apresentar à Bahiatursa para assumir o cargo de diretor administrativo-financeiro.

O deputado afirmou que quem maltratou Diogo foi o presidente da Bahiatursa, Fernando Ferrero, um técnico que, segundo afirmam alguns, é da confiança absoluta do governador Jaques Wagner. “Diogo não vai mais lá (na Bahiatursa). O cara lá mandou ele ficar em casa recebendo salário. Ele (Ferrero) tem a presidência e eu tenho um partido”, alfinetou Medrado em uma entrevista na Rádio Metrópole. Fontes ouvidas pelo JORNAL DA MÍDIA garantem que não teve nada disso, do maltrato de Ferrero a Diogo.

Diogo Medrado foi nomeado diretor administrativo depois de ter seu nome aprovado pelo Conselho da estatal de turismo. Só não quis assinar o livro de posse. Desde então o pai Marcos Medrado começou a espalhar que seu filho estava com um pé na Seltur, a empresa de turismo de Salvador, e por conta disso o Solidariedade passaria a apoiar o candidato de oposição Paulo Souto. Até ontem era essa a informação divulgada sempre com destaque por blogs políticos.

Golpe de Mestre – Mas agora a história que circula é outra. Marcos Medrado não teria ficado satisfeito apenas com a indicação do filho para diretor administrativo-financeiro, a mais importante diretoria da Bahiatursa, e que queria muito mais dentro da estatal. Assim, em vez de ter somente a Diretoria Administrativa, ele passou a se movimentar visando o controle total da empresa, com a indicação de Diogo Medrado para a presidência. Portanto, a boquinha no governo tem tudo para sem bem maior.

Em entrevistas ontem a blogs políticos, Marcos Medrado não escondeu que os termos de um possível e novo acordo com o governo estão próximos de ser anunciados. E tudo caminha para que Diogo Medrado tome o lugar de Fernando Ferrero, assumindo a presidência da Bahiatursa. Seria um verdadeiro golpe de mestre. De quebra, Medrado e o SDD ainda emplacariam a nomeação de Sérgio Coelho para a uma diretoria da Codevasf.

A Casa Civil aprovou o currículo de Diego Medrado como diretor administrativo. Agora ele pode virar presidente da Bahiatursa.
A Casa Civil aprovou o currículo de Diego Medrado como diretor administrativo. Agora ele pode virar presidente da Bahiatursa.

Currículo do presidente – A Bahiatursa tem um orçamento de R$ 80 milhões/ano. Diogo Medrado, 27 anos, que por falta de experiência teve sua indicação para ocupar uma diretoria da Bahiatursa muito questionada, assunto inclusive que ganhou repercussão na mídia nacional através da Folha de São Paulo, tem tudo agora, segundo garantem fontes ligadas ao deputado Marcos Medrado e ao próprio governo, para galgar o posto mais alto da Bahiatursa.

No currículo de Diogo Medrado, aprovado pela Casa Civil, consta que ele está cursando o terceiro semestre de processos gerenciais da Faculdade Rui Barbosa. Como atividade profissional, o documento mostra que o ”futuro presidente” da Bahiatursa só tem alguma experiência profissional atuando em emissoras de rádio, todas de propriedade de seu pai, Marcos Medrado.

Ele é diretor, conforme o currículo, das rádios Nova Salvador FM, Clube de Valença, Rádio 100 FM e Valença FM. Fora isso, o filho do deputado Marcos Medrado revela no documento que é diretor da Empresa Brasileira de Transporte de Minérios – EBTM, que também é do pai.

Leia também:

Notícias Relacionadas