Bahia gera 631 novos postos de trabalho em março, diz Caged.

A Bahia contabilizou um saldo positivo de 631 postos de trabalho com carteira assinada no último mês de março – um patamar superior ao contabilizado em igual período do ano anterior e inferior ao mês de fevereiro de 2014, incluindo as declarações fora do prazo.

De acordo com as informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan), com esse resultado a Bahia ocupou a segunda posição no saldo entre os estados da Região Nordeste e a 9ª posição no Brasil em março de 2014.

Na Região Nordeste, apenas dois dos nove estados apresentaram saldos positivos, sendo que Piauí teve o maior, com 983 postos. Entre os estados que geraram saldos negativos, Alagoas teve o menor (-10.132 postos), seguido de Pernambuco (-7.883), Paraíba (-3.694), Maranhão (-2.637), Ceará (-2.000), Sergipe (-1.015) e Grande do Norte (-1.297).

Setorialmente, em março, na Bahia, o setor com maior saldo positivo foi o de agropecuária (1.079 postos), seguido por indústria de transformação (566) e por serviços (446) em terceiro lugar. Em quarto lugar ficou o setor de administração pública, seguido por serviços industriais de utilidade pública, extrativa mineral e, em sétimo lugar, o setor de construção civil. Registrou saldo negativo o setor de comércio.

No acumulado dos três primeiro meses do ano, dos oito setores de atividade, seis registram saldos positivos. O setor com maior saldo acumulado foi serviços, seguido por indústria da transformação e construção civil.

Notícias Relacionadas