Copa 2014 no Brasil é alvo de críticas ao redor do mundo

A Copa do Mundo no Brasil, em junho de 2014, foi anunciada com muita alegria. Mas quando o assunto é o campeonato mundial, não faltam notícias sobre denúncias de superfaturamento, remoções de moradores de comunidades carentes ou a morte de funcionários na construção dos estádios. Se dentro do país, a ideia de trazer o mundial recebe críticas, lá fora também há quem veja a escolha do Brasil para receber a Copa como uma bola fora da Fifa.

Em longa reportagem, o jornal Extra conta que o mais recente caso de repercussão negativa sobre a organização do mundial foi do repórter independente Mikkel Jensen, que afirmou ter voltado para a Dinamarca depois de ter visto “o que os gringos não deveriam ver”. Apesar dos questionamentos sobre as reais intenções do jornalista, muita gente concordou com as críticas que ele fez ao país.

Ainda no ano passado, a brasileira Carla Dauden, de 23 anos, chamou atenção do mundo ao fazer um vídeo onde explica seus motivos para não vir à Copa do Mundo no Brasil. Morando em Los Angeles, nos Estados Unidos, ela criticou os bilhões investidos no mundial em detrimento de assuntos mais urgentes para a população. No Youtube, a gravação já foi assistida mais de quatro milhões de vezes e a imprensa de várias partes do mundo procurou a moça, da BBC à Al-Jazeera.

Poderia ser mais uma história falsa na internet, mas não foi. Apesar do texto modificado que se espalhou rapidamente pelo Facebook, a revista francesa Football, uma das maiores do mundo sobre o tema, realmente publicou em janeiro desta ano uma reportagem de seis páginas onde analisa a organização da Copa do Mundo no Brasil. Com o título “Medo do Mundial”, a matéria falou sobre os gastos excessivos, o atraso nas obras, a insatisfação dos brasileiros com o evento, além de uma entrevista com o presidente da Fifa, Joseph Blatter, que declarou: “talvez possa ter dado confiança excessiva no Brasil para organizar o maior evento do futebol mundial”. (Jornal Extra)

Notícias Relacionadas

1 Comentário

Comentários estão suspensos