“Copa do Mundo foi oportunidade perdida no Brasil”, diz Capitão da seleção de 1970

“O mundo terá a oportunidade de ver o que o povo brasileiro é capaz de fazer”. Esse foi o discurso do então presidente Lula quando o Brasil foi confirmado como sede da Copa do Mundo, sete anos atrás. Mas, para Carlos Alberto Torres, o “Capita” da seleção brasileira tricampeã em 1970, o Mundial já pode ser considerado uma “oportunidade perdida” pelo Brasil. Nomeado um dos embaixadores da Copa, Carlos Alberto não deixa de ser crítico quanto aos atrasos e adiamento nas obras para o Mundial.

“Acho que nós tivemos uma grande oportunidade de preparar uma grande Copa do Mundo, fazer grandes estádios, cuidar dos entornos, fazer mudanças na mobilidade urbana, no transporte. Mas não fizemos nada”, disse, em entrevista à BBC Brasil.

“Foi perdida uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o que a gente podia fazer.”

Na série de entrevistas da BBC Brasil com os campeões do mundo de todas as Copas pelo Brasil, Carlos Alberto foi o escolhido para representar o Mundial de 1970, no México. Ele falou sobre a imbatível seleção tricampeã, que teve Pelé, Tostão, Jairzinho, Rivellino e companhia na conquista de um título histórico daquele time que é considerado por muitos “o melhor de todos os tempos”. (Renata Mendonça, BBC Brasil. Clique aqui e leia artigo completo)

Notícias Relacionadas