PT recomenda que Vargas seja submetido ao Conselho de Ética

Os três integrantes da Executiva Nacional do PT responsáveis por analisar a situação do deputado André Vargas (PT-PR), suspeito de envolvimento com o doleiro Alberto Youssef, preso pela Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, recomendaram que o caso seja enviado imediatamente ao Conselho de Ética do partido.

O relatório produzido por Carlos Árabe, Florisvaldo Souza e Alberto Cantalice foi encaminhado ao presidente do PT, Rui Falcão. Uma reunião extraordinária da Executiva do partido será marcada para a próxima semana, quando a recomendação de encaminhamento de Vargas ao Conselho de Ética será submetida ao voto dos 23 integrantes da Executiva. Se o processo for aberto no conselho, o deputado poderá ser expulso do partido, suspenso, receber uma advertência ou mesmo ser inocentado.

Rui Falcão, que sempre defendeu internamente a renúncia de Vargas ao mandato de deputado federal, passou a se pronunciar publicamente a favor da entrega do mandato, por temer que o noticiário negativo envolvendo o parlamentar interfira na campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff.(O Globo)

Notícias Relacionadas