Policiais militares da Bahia decretam greve por tempo indeterminado

Reunidos nesta terça-feira (15), no Wet’n Wild, na Avenida Paralela, policiais e bombeiros militares da Bahia decretaram greve por tempo indeterminado, com início imediato. Cerca de 10 mil policiais participaram da assembleia que decidiu pela paralisação. Eles não aceitaram as propostas do governo do Estado, consideradas um “retrocesso” pela classe.

“Estamos com toda boa vontade negociando, mas o governador parece que não entende o que está acontecendo, parece que ele está vivendo no mundo da lua”, disse o deputado estadual Capitão Tadeu. “A situação é crítica e ele acerta uma coisa e faz outra, ele e a equipe dele”, declarou.

A categoria quer melhoria salarial, plano de carreira, acesso único ao quadro de oficiais, aposentadoria com 25 anos de serviço para policiais femininas, aumento do efetivo, além de elevação de toda a tropa para o nível superior entre 2014 e 2018, entre outras reivindicações.

Notícias Relacionadas