Em Salvador, Aécio Neves lança chapa de oposição ao governo Wagner

O lançamento da chapa da oposição, liderada pelos partidos do DEM, PSDB e PMDB, hoje a partir das 10h, no Sheraton Hotel (antigo Hotel da Bahia), no Campo Grande, promete ser também o primeiro ato oficial da pré-campanha do senador Aécio Neves (PSDB) a presidência da República. O tucano é apontado, como um dos políticos que mais saíram favorecidos da concretização do plano de unidade, do grupo adversário ao PT, fator que deve fortalecer o seu palanque na Bahia, estado onde a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula mais tiveram votos, nas últimas eleições.

A participação de Aécio no ato foi confirmada pelo líder do PSDB na Câmara Federal, o deputado Antonio Imbassahy, considerado um dos mais entusiastas de sua campanha. Imbassahy destacou que o senador ficou bastante “satisfeito” com a formação da chapa, que terá Paulo Souto (DEM) como postulante ao comando estadual, Joaci Góes (PSDB), no posto de vice, e Geddel Vieira Lima (PMDB), aspirante ao Senado.

“A Bahia é um estado importante no cenário nacional, o quarto maior em número de eleitores no país e a vitória da oposição, como acreditamos que acontecerá, fará a diferença na eleição nacional”, antecipou o deputado. Nos bastidores, a avaliação é de que caso Souto embale de forma positiva a sua corrida ao Palácio de Ondina, poderá empurrar o nome de Aécio, aproveitando-se dos supostos desgastes dos adversários. O próprio senador exaltou a aliança DEM-PSDB-PMDB em solo baiano cutucando os petistas ao dizer que: “Teremos apoio de siglas que hoje estão na base da presidente Dilma”. Ele se referiu ao PMDB que é o partido do vice-presidente da República, Michel Temer. (Lilian Machado, Tribuna)

Notícias Relacionadas