Onze pessoas morrem e 500 casas são destruídas por incêndio em Valparaíso

Foto: La Tercera/Reprodução
Foto: La Tercera/Reprodução
Um incêndio de grandes proporções afeta, desde o a tarde deste sábado (12), a cidade de Valparaíso, a 150 quilômetros de Santiago, capital do Chile. Onze pessoas morreram e ao menos 500 casas foram consumidas pelas chamas e centenas de pessoas estão desabrigadas.

Segundo o jornal chileno La Tercera, as chamas tiveram início por volta das 16h de ontem em uma área florestal em La Pólvora, mas o forte vento fez com que se propagasse para as regiões povoadas das colinas La Cruz, El vergel e Mariposas. A cidade está em estado de emergência e foi declarada como zona de catástrofe pela Presidente do Chile, Michelle Bachelet.

Tal como aconteceu com o terramoto ocorrido a 1 de abril no extremo norte do país, que causou seis mortos e graves danos materiais, a Presidente do Chile decretou rapidamente o estado de exceção constitucional, que concede às Forças Armadas o comando para garantir a ordem e segurança e a coordenação dos trabalhos de evacuação.

Um contingente policial foi destacado para os arredores da cadeia da cidade, onde se encontram 2.940 presos, homens e mulheres, e onde estão a chegar vários familiares preocupados com a sua situação.

Oito presos foram transferidos para a prisão vizinha de Quillota, enquanto outras 204 mulheres foram levadas para o ginásio local, informou ao Canal 24 Horas o diretor regional da prisão, Julio Ugarte, que descartou uma eventual evacuação em massa.

Notícias Relacionadas