Flamengo empata no final do jogo e conquista título Carioca

Foi embaixo de chuva, com direito a muita emoção. Em um lance no final da partida que tudo se decidiu. O Flamengo conquistou o título carioca de 2014 aos 45 do segundo tempo com um gol de Márcio Araújo, que estava em posição irregular. A torcida vascaína já comemorava o fim de um jejum de 11 anos. O resultado ajuda a consolar a torcida rubro-negra, que assistiu à eliminação do time da Libertadores no meio de semana. Por outro lado, o Vasco terá que dar a volta por cima. Tem a disputa da segunda divisão pela frente.

O jogo

Antes do jogo começar, os dois técnicos Jayme de Almeida e Adilson Batista, entrevistados pela Rádio Nacional, tentaram explicar estratégias e ratificaram o respeito pelo rival. A cautela levou a um começo bastante truncado durante os primeiros 45 minutos. Foram seis cartões amarelos na primeira etapa.

Com a proposta de manter a posse de bola e explorar contra-ataques (foram seis ao todo no primeiro tempo), o Flamengo conseguiu cadenciar o início do jogo e segurar o ímpeto do Vasco. O rubro-negro levou perigo em pelo menos dois chutes de fora da área de Paulinho (aos 28 e aos 32). Mas o Vasco teve mais posse de bola (73%), mas isso não se reverteu em chances claras de gol. O maior perigo foi aos 47 minutos com um chute de Pedro Ken e que Felipe espalmou. “Nosso adversário chegou até aqui porque tem muito mérito e precisamos estar atentos”, disse, no intervalo, Jayme de Almeida. “Temos mais 45 minutos e vamos tentar o gol”, indicou Adilson Batista para a Rádio Nacional. O jogo estava aberto.

No segundo tempo, os dois times voltaram com proposta mais ofensiva. O Vasco, ciente de que só teria mais 45 minutos para tentar o gol e o título, partiu para o ataque. Aos seis minutos, o cruzmaltino ensaiou uma pressão com um chute forte de Douglas. A bola bateu na zaga, voltou para Diego Renan, que tentou mais uma vez para defesa de Felipe.

O Flamengo respondeu em seguida com uma boa jogada de Alecsandro, que tocou de calcanhar para André Santos. O chute rasteiro passou à esquerda do gol vascaíno. O clima esquentou aos 14 minutos. Em um lance de escanteio, André Rocha (Vasco) e Chicão (Flamengo) se estranharam e foram expulsos.

Com 10 para cada lado, o jogo ficou mais aberto e o Vasco voltou a tomar conta das ações. A bola sempre passava por Douglas, que se movimentou bastante. Tanta pressão foi premiada aos 28 minutos. Erazo derrubou Pedro Ken dentro da área. Douglas, que fazia boa partida, bateu do lado direito de Felipe. O gol inverteu a pressão e o Flamengo partiu para tentar o empate. Mas só faltavam 15 minutos para o final da decisão. A partir dali, o Flamengo passou a jogar bolas na área do Vasco sem organização, ou com jogadas individuais de Paulinho. O juiz deu quatro minutos de acréscimo.

Mas numa cobrança de escanteio aos 45 minutos, Wallace cabeceou no travessão. Na volta, em posição irregular, Márcio Araújo se esticou para tocar para dentro e marcar o gol de empate. Não havia tempo para mais nada. A torcida do Flamengo começou a festa.

20140413192423_568

Flamengo – Felipe, Léo Moura, Chicão, Wallace e André Santos, Amaral, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Everton (Erazo), Paulinho e Alecsandro – Técnico: Jayme de Almeida

Vasco – Martín Silva, André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan, Guiñazu, Fellipe Bastos, Pedro Ken e Douglas, Wiliam Barbio (Reginaldo) e Thalles (Aranda) – Técnico: Adilson Batista

Notícias Relacionadas