Rachel Sheherazade denuncia: “Há pressão política para me calar”

Rachel Sheherazade
Rachel Sheherazade
Sempre contundente em suas declarações, Rachel Sheherazade não usou meias palavras para comentar a respeito de sua atual situação no SBT. A apresentadora, que negou ter sido afastada do canal, afirmou que tem sido alvo de censura.

“Há uma pressão política muito forte para que eu seja calada. PSOL e PCdoB entraram com representações contra meu direito de opinião e tentam cercear minha liberdade de expressão, chantageando a emissora onde trabalho”, disparou ao jornal “Folha de S. Paulo”.

Segundo a âncora do SBT Brasil, os partidos teriam ameaçado cortar verbas publicitárias estatais. “E até a pedir a perda de concessão da emissora”.

Rachel ainda avaliou: “É clara a tentativa de censura por meio de intimidação. Não é possível que, em plena democracia, a mordaça prevaleça sobre a liberdade de expressão”.

Leia também:

Em fevereiro, os representantes do PSOL no Congresso protocolaram uma representação para que o canal de Silvio Santos responda civil e criminalmente por apologia ao crime. O estopim para tal atitude foi um comentário feito pela jornalista após a exibição de uma matéria em que um assaltante havia sido amarrado a um poste e agredido por moradores no Rio de Janeiro. Na ocasião, a profissional afirmou entender o comportamento da população em relação ao criminoso. (MSN)

Notícias Relacionadas