Alexi Portela detona o governo da Bahia e o PT por ingerência no futebol

Alexi Portela
Alexi Portela
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

Salvador – O ex-presidente do Vitória e atual presidente do Conselho Fiscal e também da Liga do Nordeste, Alexi Portela, denunciou nesta sexta-feira (9) a ingerência do governo do Estado e do PT no futebol baiano, com o claro propósito de favorecer o Bahia. Portela afirmou que seu clube não vai aceitar em nenhuma hipótese a presença de torcedores do tricolor no espaço da torcida rubro-negra, fora do limite de 10% estabelecido pelo Estatuto do Torcedor destinado ao clube visitante. O jogo final do Baianão será domingo, em Pituaçu.

“Eu acho muito perigoso o que o Governo do Estado está fazendo, dividindo o futebol do Bahia. Se ocorrer algum incidente envolvendo torcedores, a responsabilidade será total da Polícia Militar e do governo petista”, detonou Alexi, que se disse revoltado com uma reunião realizada hoje na Secretaria de Segurança Pública com diretores do Bahia e o secretário Maurício Barbosa, a portas fechadas. O Vitória não sabia e nem foi convidado.

“O Bahia ganhou por 2 a 0 com méritos no último domingo. Foi melhor que o Vitória em campo. Mas podemos reverter a situação. A torcida do Vitória tem que ir ao estádio domingo, comprar os ingressos e não permitir que ocorra invasão do seu espaço. Se isso acontecer, se ocorrerem conflitos, o governo será responsável”, disse Alexi em tom de desabafo, em entrevista à Itapoan FM.

Chantagem – Alexi classificou como chantagem as manobras que vem sendo feitas pelo governo para com o Vitória. Atribuiu a chantagem ao fato de o clube não aceitar jogar as duas partidas finais na Arena Fonte Nova.

“Isso é uma palhaçada. Infelizmente estamos voltando ao tempo antigo do futebol. Absurdos só acontecem na Bahia mesmo. Imagine que um estádio construído com dinheiro público sendo gerido peor um grupo privado. Imagine o absurdo que o governo fez ao aceitar um contrato em que a Arena Fonte Nova também manda em Pituaçu. Nunca deixaram o Vitória treinar em Pituaçu e agora o governo abre para o Bahia treinar lá pela manhã”.

Alexi Portela disse não duvidar de que a chantagem governista é porque o Vitória não aceitou e nunca vai aceitar mandar seus jogos na Fonte Nova.

”A Fonte Nova nunca vai ser a casa do Vitória. O prejuízo lá é total. Para se ter uma ideia, em 2013 toda a arrecadação do Bahia foi de R$ 3 milhões. E O Bahia faturou R$ 9 milhões por conta do contrato. E quem está bancando isso? O governo”, sustentou.

Alexi acredita que depois da Copa do Mundo a tendência é que ”essa coisa” acabe, com os clubes administrando as arenas. No ano passado, o prejuízo da Arena Fonte Nova chegou a R$ 28 milhões e o do Maracanã, R$ 50 milhões. Pelo contrato que tem com o governo da Bahia, o Estado paga o prejuízo.

Notícias Relacionadas