Mário Negromonte nega ligação com doleiro preso pela Polícia Federal

A ala baiana do Partido Progressista na Bahia negou qualquer ligação com o doleiro Alberto Yousseff, preso na operação Lava-Jato, da Polícia Federal, segundo informa hoje (8) o jornal A Tarde. Os deputados federais Mário Negromonte, Luiz Argolo e Roberto Britto, citados na imprensa, rejeitam qualquer tipo de ligação no esquema para firmar contratos com a Petrobras.

Presidente da legenda na Bahia, Negromonte, afirmou ter sido apresentado a Yousseff durante uma reunião com lideranças partidárias. “Apenas isso”, frisou em entrevista ao jornal A Tarde, reforçando ainda que as doações partidárias foram feitas sem intermediações. “Todas as doações foram negociadas entre empresas e o partido. Não existiu intermediação”, garantiu

Notícias Relacionadas