Balé Folclórico da Bahia celebra seus 25 anos e encerra turnê nacional no TCA

Em “Herança Sagrada”, os bailarinos reproduzem com fidelidade sequências de movimentos de alguns dos mais importantes rituais do Candomblé (Foto: Vinicius Lima/Divulgação)
Em “Herança Sagrada”, os bailarinos reproduzem com fidelidade sequências de movimentos de alguns dos mais importantes rituais do Candomblé (Foto: Vinicius Lima/Divulgação)

Única companhia profissional de dança folclórica do país em atividade, o Balé Folclórico da Bahia (BFB) encerra turnê nacional com duas apresentações do espetáculo “Herança Sagrada – A Côrte de Oxalá”, nos dias 25 e 26 de abril, na Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA). A turnê, inédita nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país, marca as comemorações dos 25 anos da premiada companhia baiana e será aberta em Rio Branco, no próximo dia 3 de abril, no Teatro Plácido de Castro (Teatrão). Depois, o Balé segue para Goiânia, onde se apresenta no dia 5 de abril, no Teatro Goiânia. Em Palmas, no dia 9, no Teatro Sesc Tocantins, e em São Luis, no Teatro Arthur Azevedo, nos dias 12 e 13 de abril.

A turnê conta com o patrocínio de O Boticário na Dança. “O espetáculo já é consagrado internacionalmente, agora precisa ser conhecido pelos brasileiros”, afirma Walson Botelho, fundador e diretor geral do Balé, conhecido como Vavá Botelho. Em 2014, o Balé já tem agendadas também turnês na Europa e Ásia. Dentro da sua programação comemorativa, a companhia ainda lançará, em 2014, um livro bilíngue repleto de registros fotográficos e com um amplo conteúdo de pesquisa, que conta a sua história e a da dança popular na Bahia e no Brasil.

Em “Herança Sagrada”, os bailarinos reproduzem com fidelidade sequências de movimentos de alguns dos mais importantes rituais do Candomblé, numa coreografia baseada em danças do culto afro-brasileiro. No palco, 26 bailarinos, músicos e cantores apresentam movimentos vibrantes e sonoridade arrebatadora. A segunda parte do espetáculo reúne coreografias clássicas do repertório do Balé, que traduzem as mais importantes manifestações folclóricas baianas, em “Puxada de Rede”, “Capoeira” e “Samba de Roda”, além de “Afixirê”, coreografia inspirada na influência dos escravos africanos na cultura brasileira. O espetáculo, que já foi aplaudido nos Estados Unidos, Europa, Caribe, África e nas cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, conta com direção geral de Vavá Botelho e direção artística de José Carlos Santos (Zebrinha) e tem 90 minutos de duração.

A companhia, aclamada mundialmente, já se apresentou em 24 países, mas ainda viaja muito pouco pelo Brasil. “A turnê só será possível graças ao patrocínio de O Boticário na Dança, desabafa Vavá Botelho. “Esta turnê representa um trabalho árduo desenvolvido durante 25 anos pelo Balé. Manter uma equipe que se dedica à dança em regime integral, com intenso preparo técnico, físico e muita pesquisa, é uma luta diária. Poucas companhias de dança privadas sem patrocinador regular conseguem existir por tanto tempo, mantendo um nível de excelência técnica tão elevado e respeito do público e da crítica”, afirma Vavá.

Serviço

Data: 25/04/2014 a 26/04/2014
Horário: 21:00
Valor: R$ 40/R$ 20

Notícias Relacionadas