Pedro Galvão sobre filho de Medrado na Bahiatursa: “Eu quero é que ele trabalhe; O resto não importa”.

Pedro Galvão, secretário de Turismo.
Pedro Galvão, secretário de Turismo.
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

Em contato com o JORNAL DA MÍDIA, o secretário de Turismo da Bahia, Pedro Galvão, afirmou que nunca se posicionou contra ao ingresso de Diogo Medrado, filho deputado Marcos Medrado, na Bahiatursa. Com isso, refutou a ocorrência de uma queda de braço entre ele e o parlamentar do Solidariedade, partido da base do governador Jaques Wagner. Galvão é secretário por indicação do PR do ministro César Borges.

“Eu quero é que eles (Diogo e Renato) trabalhem, que mostrem qualidades, isso é o que importa. Se é que existe algum descontentamento, não é da nossa parte. Pode ser lá na Bahiatursa”, afirmou Pedro Galvão, acrescentando que não se preocupa com questões que não sejam administrativas e técnicas, mas sim com o fortalecimento das ações de sua pasta e com a execução de novos projetos visando alavancar o setor.

Diogo Medrado já assumiu o cargo de diretor Administrativo-Financeiro da empresa de turismo, em substituição a Ana Elisabeth Visco de Almeida. Também foi escolhido novo diretor de Relações Nacionais o professor Renato Sena.

Diogo e Renato serão apresentados nesta quinta-feira (3) aos funcionários da Bahiatursa. Diogo é filho do deputado federal Marcos Medrado (SDD) e Renato é professor de turismo. Tido como inexperiente, Diogo, 27 anos, teve sua indicação muito questionada. Mesmo assim, conseguiu assumir o cargo, que já tinha sido assegurado ao pai Marcos Medrado pelo governador Jaques Wagner.

Medrado estava fora da gestão do Estado desde janeiro de 2011, quando perdeu todos os cargos que tinha na Agerba para o vice-governador Otto Alencar. A passagem da equipe do parlamentar pela agência de regulação de transportes foi considerada desastrosa.

Leia também:

Notícias Relacionadas