Vitória descarta qualquer possibilidade de jogar as duas finais na Fonte Nova

Falcão segue opinião do torcedor rubro-negro: "Fonte Nova, não".
Falcão segue opinião do torcedor rubro-negro: “Fonte Nova, não”.
REDAÇÃO DO JORNAL DA MÍDIA

O presidente do Vitória, Carlos Falcão, descartou qualquer possibilidade do time jogar, na Arena Fonte Nova, as duas partidas finais que decidem o título do Campeonato Baiano 2014. A hipótese de fazer a cabeça da diretoria do Leão e levar as duas finais para a arena foi feita por diretores do empreeendimento da OAS-Odebrecht e imediatamente repercutiu nas redes sociais, com milhares de torcedores do clube se manifestando contra.

“Não existe nenhuma possibilidade disso acontecer. O jogo será em Pituaçu, onde o Vitória jogou, ganhou e se classificou. Além do mais, as condições financeiras que foram apresentadas para o clube não atendeu às nossas expectativas”, sustentou Falcão.

Na rede Facebook, comunidades de torcedores do Vitória lembraram os dois últimos incidentes causados pela Arena Fonte Nova. No primeiro, no jogo contra o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro, quando o placar eletrônico do estádio colocou o escudo do clube com a marca “vice”. No segundo, no último clássico Ba-Vi, seguranças do estádio foram acusados de agredirem torcedores rubr-negros.

Devido às reformas do gramado que estão sendo feitas no Barradão, por conta da Copa do Mundo, o Vitória adotou o Estádio de Pituaçu como seu mando de campo e, empurrada pela pressão da torcida, a diretoria do clube já acenava contra os jogos na Fonte Nova. Ano passado, antes de ser eleito, Falcão chegou a dizer que os jogos na arena eram mais rentáveis para o clube, mas mudou de ideia.

Notícias Relacionadas