Capa » Bahia » Cotidiano » Acusados cometeram nove mortes no bairro de Mata Escura

Acusados cometeram nove mortes no bairro de Mata Escura

Salvador – Acusados de assassinar a tiros, na última sexta-feira (14), os irmãos Jéssica Maria Santos, 21 anos, e Elton Santos da Silva, 17, no bairro da Mata Escura, os traficantes Bruno Dória de Jesus, o “Bruno Ranço”, 23, e Bruno Sarmento Lima, o “Bruninho Gogoboy”, 22, foram presos, na madrugada desta sexta-feira (21), por investigadores da 2ª Delegacia de Homicídios (DH/Central). “Bruno Ranço” é o primeiro integrante do Almanaque do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) a ser preso.

Um revólver calibre 38, uma espada “samurai” e porções de crack e maconha foram apreendidas, no bairro da Mata Escura, com os traficantes Nailson Gomes da Costa, o “ Papudinho”, 19, Rodrigo Santos Ferreira, o “Perna”, e Alisson Barros da Conceição, o “Pai Helinho”, ambos com 18 anos, comparsas de “Bruno Ranço”, localizado em São Caetano, com uma pistola 380, e “Bruninho Gogoboy”, capturado na Liberdade.

Autor confesso de pelo menos oito homicídios na região de Mata Escura, Bruno Ranso, que integra o bando chefiado pelo traficante Ubiratam Nascimento, o “Tampinha”, que já está preso, e Bruno Gogoboy, já tinham mandado de prisão pelo homicídio dos irmãos Jéssica e Elton. De acordo com a delegada Clelba Regina Teles, titular da 2ª DH, os criminosos foram autuados por tráfico de drogas, associação ao tráfico, formação de quadrilha e porte ilegal de arma. Eles serão encaminhados ao sistema prisional.

Jéssica e Elton foram assassinados em casa, na rua Três Amigos, Mata Escura. “Bruno Ranço” entrou no imóvel, foi até o quarto onde estavam os irmãos e efetuou vários disparos de pistola ponto 380, a mesma apreendida pela polícia, enquanto Bruno Gogoboy ficou do lado de fora dando-lhe cobertura. Elton foi atingido na cabeça, peito e braços, morrendo na hora. Jéssica foi atingida na cabeça e chegou a ser socorrida pelo SAMU, mas não resistiu.

Ainda segundo a titular da 2ª DH, Jéssica namorava o traficante Flávio Santos, que já está preso e pertence a uma quadrilha que disputa o controle do tráfico naquela região com o bando integrado por Bruno Ranço e Bruninho Gogoboy.

José Carlos da Silva, assassinado no dia 7 de março, Géssica da Silva Sampaio e Maria Creuza Bucão Santos, mortas em 21 de fevereiro, Lorena Moreira dos Santos, em 17 de fevereiro, Arlindo Correia da Cruz Filho, em 14 de fevereiro, Adson Santos de Souza, em 22 de janeiro, e Marcelo dos Anjos Santos, em 11 de janeiro, foram vítimas de Bruno Ranço. Os crimes acorreram na região da Mata Escura e foram motivados pela disputa por pontos de vendas de drogas.