970×90

STF absolve ex-assessor do PP do crime de lavagem de dinheiro

André Richter
Repórter da Agência Brasil

Por maioria de votos, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu absolver do crime de lavagem de dinheiro João Cláudio Genu, ex-assessor do PP. No mesmo julgamento, os ministros mantiveram a pena de Breno Fischberg, ex-sócio da Corretora de Valores Bônus Banval. Ambos foram condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Com as absolvições, o julgamento do processo termina com 24 condenados, após 69 sessões de julgamento, feitas desde 2012.

Eles foram condenados a penas alternativas, mas recorreram para garantir a absolvição para não cumprir as condenações. Genu foi condenado a quatro anos e Fischberg, a três anos e seis meses. Ambos em regime aberto.

Hoje, o STF também decidiu pela absolvição do ex-deputado federal João Paulo Cunha do crime de lavagem de dinheiro na Ação Penal 470, o processo do mensalão. Os ministros entenderam que Cunha não escondeu a origem do dinheiro recebido pelo publicitário Marcos Valério.

Notícias Relacionadas