Manifestantes protestam em São Paulo contra legislação homofóbica da Rússia

Agência Brasil

Um pequeno grupo de manifestantes protestou na noite de hoje (5) na Avenida Paulista contra leis da Rússia consideradas homofóbicas. No ano passado, o país aprovou uma legislação que proíbe a divulgação de informações sobre homossexualidade para menores de idade. Por isso, ativistas em todo o mundo estão aproveitando que a Rússia receberá as Olimpíadas de Inverno, que começam na semana que vem, para denunciar essas medidas.

Uma manifestação semelhante estava marcada para ocorrer simultaneamente no Rio de Janeiro. O grupo paulista levou cartazes para frente de uma lanchonete McDonald`s, um dos patrocinadores dos jogos. A ideia é pressionar as empresas que financiam as Olimpíadas a se posicionarem contra a discriminação.

Segundo o organizador do ato em São Paulo, Alberto Biancalana, a lei aprovada na Rússia tem incentivado a discriminação e atos violentos contra homossexuais no país. “Para mim, que sou homossexual e sofri bullying na escola, quando você vê um vídeo de um menino sendo ralado no asfalto, sensibiliza demais. Porque você imagina que poderia estar nessa situação”, disse.

Para uma das manifestantes, a internacionalista Raquel Marigny, as medidas adotadas pelo Estado russo são autoritárias. “Eu acho realmente um absurdo. É surreal o que a Rússia fez”.

Notícias Relacionadas