Dilma inicia trocas na equipe e aproxima administração da campanha à reeleição

A presidente Dilma Rousseff deu início nesta quinta-feira, 30, à reforma de seu primeiro escalão com a confirmação de três novos nomes para a Esplanada dos Ministérios. Uma quarta mudança deve ser oficializada nesta sexta. As escolhas aproximam a administração do projeto petista, já que os novos titulares têm a meta de manter afinada a interlocução com a equipe da campanha à reeleição de Dilma.

Além das já esperadas mudanças nos ministérios da Saúde, da Educação e da Casa Civil, a presidente resolveu trocar, também, o comando da Secretaria de Comunicação Social (Secom). Ela substituirá a jornalista Helena Chagas pelo porta-voz da Presidência, o também jornalista Thomas Traumann.

A mudança possibilitará uma convergência maior entre a comunicação do governo, a do PT e a da campanha eleitoral da presidente Dilma. Para comandar a comunicação da campanha, o nome cotado é o do ex-ministro Franklin Martins. A escolha permitirá ainda, de acordo com assessores de Dilma, que a Secretaria de Comunicação Social adote um tom mais forte, como querem os petistas, em um ano eleitoral, no enfrentamento das notícias negativas envolvendo o governo.

O PT considerava que a secretaria, com Helena Chagas, tinha uma postura pouco combativa para responder às críticas ao governo. O recente episódio da passagem de Dilma por Lisboa, que deixou a presidente exposta a críticas e a representações da oposição contra o governo por ter omitido a escala de sua agenda oficial, foi o pretexto ideal para sua saída, antes prevista para março. (Tânia Monteiro, Estadão)

Notícias Relacionadas