Brasil é visto como grande perdedor de Davos, afirma ‘Financial Times’

Um dos jornais financeiros mais importantes do mundo, o Financial Times, considerou que a participação do Brasil no Fórum Econômico Mundial deixou uma percepção de falta de investimentos em infraestrutura. De acordo com o artigo publicado no jornal, “não é fácil ouvir alguma notícia positiva sobre o país”.

O economista-chefe do Itaú-Unibanco, Ilan Goldfajn, teve uma frase destacada na publicação, “os investidores estão olhando para os países com uma economia sustentável e estável” em seguida completava dizendo que “o Brasil não é”.

O Financial Times ressalta que Dilma inaugurou um estádio para a Copa do Mundo Fifa antes de ir para Davos mas não anda fazendo nada para mudar o estado de espírito pessimista que envolve o Brasil.

Para o jornal, o México ficou em primeiro na lista de participantes do fórum em Davos. O país anunciou a chegada de grandes empresas no país. Nestlé e Pepsico prometem despejar, juntas, US$ 6,3 bilhões em investimentos em solo mexicano. Nigéria, Tanzânia, Quênia e Uganda também foram bem avaliados pelo jornal. O Financial Times conclui: “Brasil é visto como grande perdedor em Davos”. (Diário do Poder)

Notícias Relacionadas