Linha Amarela deve continuar interditada até as 18h

Isabela Vieira
Agência Brasil

Rio – Continuam agora à tarde os trabalhos de desobstrução do trecho da via expressa Linha Amarela, no Rio de Janeiro, onde uma passarela desabou sobre carros na manhã de hoje (28). O acidente, causado por uma caminhão-caçamba que arrastou a estrutura e a derrubou, deixou quatro mortos e seis feridos – dois em estado grave. Técnicos do Corpo de Bombeiros esperam liberar o acesso da via até as 18h para evitar caos no trânsito no período de maior movimentação de veículos, visto que a Linha Amarela é a principal ligação da zona oeste com a zona norte e o centro da cidade.

Para retirar os escombros, estão sendo usados dois guinchos. A estratégia agora é cortar o que restou da passarela ao meio para facilitar a retirada das vigas de ferro.

De acordo com o prefeito Eduardo Paes, que esteve no local, “especula-se que o caminhão trafegava com a caçamba levantada”, o que acabou arrastando a passarela. O caminhão-caçamba trafegava fora do horário permitido e, segundo testemunhas, estava em alta velocidade, tendo cruzado um trecho de dois quilômetros com a caçamba erguida, sem ser notificado pela Lansa, concessionária que administra a pista.

Notícias Relacionadas