Temendo vaias, Dilma escolhe plateia em Natal

CLÁUDIO HUMBERTO

Os altos níveis de rejeição da governadora Rosalba Ciarlini (DEM-RN) somados aos protestos marcados para esta quarta-feira (22), em Natal, levaram a equipe da presidenta Dilma e do governo estadual a limitar o acesso à inauguração do Estádio Arena das Dunas. Para evitar vaias, o ato contará com número reduzido de convidados, identificados com antecedência. Até ontem, a programação sequer incluía fala de Dilma.

Palmas garantidas – Operários que participaram da construção do estádio deverão ocupar arquibancadas do estádio, para aplaudir os políticos na inauguração.

Enquanto isso… – Sindicatos da saúde, educação, servidores estaduais, bancários estudantes e policiais civis farão passeata até o Arena das Dunas.

Impeachment – Intitulado “Da Copa eu abro mão. Queremos mais dinheiro para saúde, segurança e educação”, o movimento exige impeachment de Rosalba.

Em crise – A ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça apontou Natal como 12a cidade mais violenta do mundo e a 4a do Brasil. (Coluna de Cláudio Humberto)

Notícias Relacionadas