‘É intolerável morrer de fome’, diz Papa em apelo a Davos

Agência ANSA

Cidade do Vaticano – Em uma mensagem enviada ao Fórum Econômico Mundial de Davos, que começa nesta quarta-feira (22), o papa Francisco pediu para os participantes do encontro colocarem a riqueza a serviço da humanidade, e não de governos.

“Não se pode tolerar mais que milhares de pessoas morram de fome todos os dias, mesmo havendo grandes quantidades de alimentos, que frequentemente são simplesmente descartados”, afirmou o Pontífice.

Francisco também lembrou dos milhões de refugiados espalhados pelo mundo, que “vão ao encontro da morte em viagens desumanas”. “Não se pode permanecer indiferente perante os numerosos refugiados”, afirmou.

Segundo o Papa, o crescimento da economia exige decisões, mecanismos e processos voltados a uma melhor distribuição das riquezas, à criação de oportunidades de trabalho e a um apoio integral aos pobres que “supere o mero assistencialismo”. (Ansa Brasil)

Notícias Relacionadas